São Paulo – Um empresário de 38 anos gravava um vídeo da ação criminosa em Araçatuba na madrugada desta segunda-feira (30/8) quando foi assassinado. O ataque a bancos, que contou com bombas e reféns, deixou três mortos e cinco feridos na cidade do interior paulista.

Renato Bortolucci era proprietário de um posto de combustíveis na região e estava escondido atrás de um veículo para registrar o ataque. Em uma gravação, obtida pelo jornal O Globo, ele diz “peraí, é o Renatinho! Vou trocar uma ideia com vocês aí”. Assista:

Em seguida, com o som de diversos disparos ao fundo, ele completa: “Não deu muito certo não. O cara não gostou, não. Falei que ia trocar uma ideia com ele. Também quero uma fatia, filho”.

A suspeita é que Bortolucci tenha sido atingido por um tiro de fuzil na cabeça no momento em que realizava as filmagens.

Dono de posto de combustíveis foi morto durante ataque

De acordo com policiais, ainda não se sabe ao certo o que ocorreu, nem onde ele estava no momento em que foi baleado, já que seu corpo foi encontrado no interior de seu carro. O empresário deixou a esposa e duas filhas.

Segundo o governador João Doria, as “cenas de terror vivenciadas em Araçatuba não ficarão impunes”. Há uma força-tarefa na região com 380 policiais e dois helicópteros para encontrar os criminosos.

Metrópoles 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui