Continua depois da publicidade

O prefeito de Lucena, Leo Bandeira, escapou do afastamento em virtude da aplicação de vacinas de adultos em crianças no município e aplicação de doses vencidas em adultos. Em sessão ordinária da Câmara Municipal, sete vereadores votaram pela permanência do prefeito e houve uma abstenção.

O argumento levantado pelos vereadores foi que o afastamento seria um julgamento precipitado, já que o Ministério Público Federal (MPF) ainda não finalizou as investigações e não há definição sobre o caso.

O autor da proposta, vereador Jair das Chagas, que foi um dos prejudicados com aplicação de vacina dos lotes vencidos, disse estar indignado com a decisão, mas destacou que fez sua parte enquanto parlamentar e cidadão.

ParaíbaRádioBlog 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui