Foi aprovado na manhã desta terça-feira, 16, um Voto de Aplauso ao médico cardiologista Marcelo Queiroga, escolhido pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, para suceder o general Eduardo Pazuello no Ministério da Saúde. A proposta apresentada pela Mesa Diretora da Câmara e aprovada por unanimidade.

Antes da votação, contudo, o vereador Marcos Henriques (PT) disse que o ideal seria aprovar o Aplauso depois de tomar conhecimento dos rumos da gestão de Queiroga na Saúde.

A maioria, contudo, demonstrou confiança no trabalho do paraibano e manifestou orgulho por sua nomeação para o ministério.

“Não tenho dúvidas que a biografia de Marcelo Queiroga vai nos ajudar na travessia da pandemia”, afirmou Bruno Farias (Cidadania).

“Espero que doutor Bolsonaro deixe de passar remédio para o povo porque ele não é médico e deixe o ministro trabalhar porque esse já é o quarto que passa pelo cargo”, ressalvou Mikika Leitão (Avante).

“Como pessoenses temos a obrigação de dar apoio e transmitir energias positivas ao novo ministro em meio a tantas crises que o Brasil enfrenta, comentou Marmuthe Cavalcanti (PSL), um dos autores do requerimento que acabou sendo incorporado pela Mesa Diretora.

Texto: Clarisse Oliveira

Foto: Juliana Santos

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui