O vereador Leonardo Nascimento (PDT) parabenizou Cruz do Espírito Santo pelo aniversário de 125 anos de emancipação política, comemorados neste domingo 07. Leonardo Nascimento afirmou que é sempre uma alegria celebrar o aniversário da terra do Engenhos e afirmou o seu compromisso de gastar as suas energias para benefícios para a cidade.

Além de postar mensagens de felicitações nas redes sociais, o vereador renovou compromisso juntamente com à Câmara Municipal de Cruz do Espírito Santo-PB, em trabalhar na geração de emprego e renda e disse, “estamos com a representatividade para desenvolver setores de nossa economia que sempre teve papel importante e histórico na produção Cana de Açucar dos Engenhos”.

Leonardo  Nascimento lembrou que Cruz do Espírito Santo atravessa um momento difícil por conta da pandemia de Covid-19. O vereador se manteve confiante de que os Cruz do Espírito Santo conseguirão, com esperança, fé e trabalho superar este momento.

Leonardo enfatizou que são 125 anos de muita história e conquistas, de uma cidade que tem como marca o trabalho e o seu povo hospitaleiro.

Cruz do Espírito Santo-PB, conforme destacou o vereador, é um município de gente batalhadora, de homens e mulheres que lutam em busca de seus sonhos e dos seus objetivos; e assegurou que tem um carinho enorme por Cruz do Espírito Santo e que vai continuar atuando, na Paraíba até Brasília, para conseguir recursos que possibilitarão ao lado das autoridades garantir obras importantes na cidade e melhorar a qualidade de vida de nosso povo que nosso objetivo como estamos representantes do povo.

Cruz do Espírito Santo é um município brasileiro localizado na Região Metropolitana de João Pessoaestado da Paraíba. Sua população em 2012 foi estimada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em 16.317 habitantes,[4] distribuídos em 195 km² de área.

O massacre do Engenho São Tiago Maior

Em 20 de março de 1645, os holandeses que haviam invadido a Paraíba instigaram os índios, seus aliados, atacaram São Tiago Maior, (Atual Engenho São Felipe ou Puxi de cima) de André Dias de Figueiredo. Foram assassinados todos os habitantes do engenho e moradores, só escapando á morte uma filha do senhor do engenho que, diz a crônica, ser uma jovem muito bonita, sendo por isso poupada e enviada para fortaleza de Cabedelo.

Paraíba Urgente

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui