Em pronunciamento durante a sessão ordinária desta quinta-feira (25), o vereador de João Pessoa, Marcos Henriques (PT), defendeu que os governos estadual e municipal adotem medidas mais enérgicas contra o avanço da pandemia do novo coronavírus. De acordo com o parlamentar, a inoperância do Governo Federal atrasou o processo de imunização da população brasileira, o que exige reforço nas ações que garantam o distanciamento social.

“Precisamos de mais de 400 milhões de vacinas pra imunizar toda a população brasileira. Mas, o Governo Federal não investiu em parcerias com laboratórios e assumiu uma postura negacionista, de enfrentamento à ciência, não recomendando o uso de máscaras e investindo em ações ineficientes como o uso da Cloroquina. O que nós temos hoje são 250 mil mortos, fruto de erros cometidos por esse desgoverno”, criticou o parlamentar.

Segundo o vereador, especialistas apontam que se o Governo Federal tivesse trabalhado em parceria com os epidemiologistas, o número de mortos por COVID-19 giraria em torno de 75 mil. “Em 11 meses, 205 mil pessoas morreram em nosso país. Nos últimos 45 dias morreram 50 mil brasileiros. Então, não podemos falar em escolas e academias abertas. Falta ousadia do prefeito Cícero Lucena e do governador João Azevêdo pra instituir 15 dias de lockdown. Ou a gente se conscientiza de que precisa fazer alguma coisa, ou muita gente vai morrer”, lamentou Marcos Henriques.

O parlamentar se solidarizou com os donos de bares e restaurantes, escolas, academias e outros segmentos, como as igrejas, que vêm sofrendo com os efeitos da pandemia, mas, reforçou que o momento exige restrições à circulação de pessoas. “Nesse momento é preciso que haja uma conscientização. Qualquer decreto que houver precisa abarcar toda a cadeia produtiva. Os ônibus estão lotados, então, não tem como haver efetividade de medidas como o toque de recolher”, criticou.

ParlamentoPB

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui