Continua depois da publicidade

O vereador Lico foi filmado hoje reclamando da falta de acesso às dependências da Câmara de Bayeux. No vídeo, ele reclama de que estaria sendo impedido de exercer sua obrigação que é trabalhar. Ao ParlamentoPB, ele disse que o presidente da Câmara, Inaldo Andrade, estaria confundindo deveres públicos com preferências particulares: “Ele pensa que a Câmara é a casa dele. Ontem, quando recebeu a decisão que suspendia o atual edital de eleições, ao invés de convocar os demais vereadores para discutir, pegou a decisão, botou embaixo do braço e sumiu. Ninguém sabe onde ele está. Dizem que foi sequestrado”, ironizou.

Lico acusou Inaldo de tentar impedir o trabalho dos colegas: “Ele está perdido e agora quer criar obstáculos ao nosso trabalho”.

A respeito do episódio, o presidente da Câmara de Bayeux, Inaldo Andrade, emitiu uma nota e disse que em nenhum momento o prédio do legislativo municipal esteve fechado. “As próprias imagens, que foram editadas, mostram a funcionária da secretaria legislativa na porta de entrada da mesma em pleno exercício de suas atividades. Diante de todo o cenário e afim de preservar a integridade dos funcionários desta casa, foi necessário chamarmos a guarda municipal para que fossem controlados os ânimos de alguns vereadores que estavam, a todo instante, ameaçando os funcionários da casa e gritando, em alto e bom som, que iriam arrombar a porta da secretaria e os armários, pois queriam alguns documentos sem nenhuma permissão. É lamentável tal postura de alguns vereadores, na qual repreendemos. É inadmissível todo o desespero desse grupo de vereadores, que dizem pensar em Bayeux, mas estão a todo custo querendo enganar a população”.
  • ParlamentoPB

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui