(foto: Reprodução/Agência Brasil)

O ex-ministro da Saúde do governo Bolsonaro, Luiz Henrique Mandetta, participa de uma entrevista exclusiva, ao vivo, com jornalistas do Correio Braziliense, jornal do grupo Diários Associados.

Mandetta ocupou o cargo entre 1º de janeiro de 2019 e 16 de abril de 2020, e deixou o governo por divergências seguidas a respeito das medidas de isolamento social e uso de cloroquina como medicamento para tratar a doença.

Jair Bolsonaro já se colocava favorável a ampla flexibilização das regras de controle, com adoção do isolamento vertical, e a permissão total de uso da cloroquina em pacientes com COVID-19, mas o então ministro era contra os dois desejos do presidente.

Estado de Minas 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui