Levantamento da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostra que cerca de uma em cada 10 pessoas tem problemas de saúde persistentes 12 semanas (três meses), após ter covid-19. Observando essa realidade, os deputados estaduais aprovaram nesta terça-feira (24) o projeto de Indicação 837/21, de autoria da deputada Camila Toscano (PSDB), que sugere ao Governo do Estado a criação do Centro Multiprofissional Pós-Covid, que deve contar com uma estrutura própria e profissionais de saúde para o tratamento das sequelas da doença.

O projeto sugere que o Governo do Estado poderá redirecionar ou contratar profissionais de saúde para atendimento aos pacientes, devendo contar com uma estrutura, no mínimo, dos seguintes profissionais: cardiologista, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, oftalmologista, dermatologista, gastroenterologista, neurologista e psicólogos.

Fica sugerido ainda que até a implantação de uma estrutura própria para o Centro, o Poder Executivo poderá firmar convênios ou parcerias com estabelecimentos públicos ou privados para o atendimento dos sequelados pela covid-19.

“É certo que os impactos dessa doença serão sentidos por muitos anos, mesmo quando a circulação do vírus estiver controlada no mundo. Dessa forma, precisamos nos preparar para cuidar das pessoas que ficarem com as seqüelas da doença”, destacou a deputada Camila Toscano.

Assessoria 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui