Donald TrumpImagem: AFP

A equipe de campanha do presidente americano, Donald Trump entrou com um recurso, neste domingo (20), na Suprema Corte dos Estados Unidos para tentar reverter o resultado desfavorável no Estado da Pensilvânia, nas eleições presidenciais que ocorreram neste ano.

O objetivo dos assessores de Trump é de mudar a lei de votação por sistema de correspondência da Pensilvânia e assim tentar reverter a derrota para o seu opositor, o democrata Joe Biden.

Em comunicado, a equipe de Trump alegou que a mudança da lei pela Suprema Corte do Estado da Pensilvânia violou o artigo II da Constituição americana. As informações são do canal Fox News.

“Protesto selvagem”

O presidente Trump teve uma reunião com conselheiros na semana passada, no Salão Oval da Casa Branca. Assessores voltaram a sugerir que ele usasse a lei marcial para reverter o resultado da eleição presidencial, na qual ele foi derrotado pelo democrata Joe Biden, e que a Venezuela estaria por trás das fraudes.

Mesmo com a ratificação da vitória de Biden pelo Colégio Eleitoral, na semana passada, Trump segue questionando o resultado. Ele chegou a prometer “um protesto selvagem” em Washington no dia 6, quando o Congresso se reúne para confirmar os resultados da eleição. Trump foi derrotado por Biden por mais de 7 milhões de votos

Uol 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui