Foi daquelas vitórias sem graça, sem brilho, de pouca inspiração. Mas foi o que o Tottenham precisava. Fora de casa, a equipe de José Mourinho criou pouco, mas contou com gol de Son para vencer o Burnley pela contagem mínima em Turf Moor.  Os Spurs passaram o primeiro tempo inteiro sem conseguir ameaçar o goleiro Pope, que era um mero figurante em campo.

Os Clarets se contentavam em não sofrer, já que tampouco deram trabalho a Lloris, que fez duas defesas fáceis.  Na segunda parte, o jogo também demorou a engrenar. Só depois de 25 minutos a partida ficou mais aberta, e Harry Kane apareceu. Primeiramente não da forma esperada: o artilheiro evitou, quase em cima da linha, um gol que parecia certo de Tarkowski.

A resposta dos londrinos foi fatal, com Kane protagonista também no ataque. Lamela cobrou escanteio, Kane desviou e Son completou, também de cabeça, para marcar o tento que acabou por resolver o encontro.

Depois do frustrante empate contra o West Ham, depois de ter aberto 3 a 0, o Tottenham se recupera na Premier League, chega aos 11 pontos e sobe ao quinto lugar. O Burnley, com apenas um, abre a zona de rebaixamento.

O Gol 

Compartilhar:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui