João Azevêdo (dir.) e Cícero Lucena (esq.) anunciam decisões conjuntas para enfrentar aumento do coronavírus na Paraíba.  Foto: Gov. Paraíba

Governador da Paraíba fala em risco das novas cepas do coronavírus; dificuldade de encontrar profissionais de saúde e insumos médicos

O governador da Paraíba, João Azevedo (Cidadania), classificou o quadro como “muito preocupante”. Em João Pessoa, a taxa de ocupação de leitos chegou a 84% e 138 municípios do Estado estão na fase laranja, uma das mais restritivas na classificação do plano local de combate ao novo coronavírus.

A prefeitura da capital paraibana  informou que “deve passar ao estágio de recolhimento domiciliar obrigatório, iniciado diariamente às 22h”. Ainda haverá um decreto para detalhar a medida. Para a fiscalização, o prefeito Cícero Lucena (Progressistas) explicou que haverá operação conjunta com o governo do Estado, de forma a ampliar a capacidade de vigilância.

Entre as ações do governo estadual definidas para os próximos 15 dias, estão a redução do horário de bares e restaurantes e igrejas não terão celebrações presenciais. As aulas da rede estadual tinham previsão de retorno no dia 1º de março, com 30% dos estudantes, mas agora foram suspensas. Segmentos da construção civil, indústria e call centers continuarão a funcionar com protocolos sanitários mais rígidos.

Azevedo citou preocupação com as novas cepas, como a variante de Manaus, e avalia que há um ‘cansaço’ da população.“Os números  têm se apresentado de forma muito preocupante nesses últimos dias. Sabemos que isso está sendo provocado pelo cansaço da população em manter as regras de distanciamento, uso de máscaras e de higienização. Além disso, essa nova cepa que está chegando e tem uma transmissibilidade mais alta e que afeta também os mais jovens. A semana passada deixou um legado muito ruim. Temos que enfrentar com muita determinação.” Segundo ele, 110 leitos serão colocados à disposição em três hospitais de João Pessoa, em parceria com a prefeitura da cidade.

Luiz Carlos Pavão, O Estado de S.Paulo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui