O Athletico Paranaense saiu na frente na briga por uma vaga nas quartas de final da Copa do Brasil. Nesta quarta-feira, o Furacão recebeu o Atlético Goianiense, na Arena da Baixada, e contou com tarde artilheira de Terans para vencer por 2 a 1.

Com o resultado, o time comandado por António Oliveira pode até empatar o jogo de volta, que acontece na próxima quarta-feira em Goiânia, que avança na competição. Do outro lado, o Dragão vai precisar vencer por dois ou mais gols de diferença para seguir vivo. Um vitória por um gol por parte dos goianos leva a decisão para os pênaltis.

Equilíbrio e nada de gols O primeiro tempo foi intenso na Arena da Baixada. Mesmo fora de casa, o Atlético Goianiense adotou uma postura agressiva nos primeiros minutos, adiantou suas linhas de marcação e incomodou a saída de bola do Athletico. Tanto que as primeiras chances da partida foram criadas pelo Dragão.

Na primeira, Zé Roberto recebeu livre na área, mas errou o chute. Pouco depois, Oliveira aproveitou bobeira do goleiro Bento na área e quase abriu o placar. Com o passar do tempo, o time comandado pelo português António Oliveira cresceu na partida. Aos 20, após bola invertida na direita, Nikão dominou bonito e arrumou para Kayzer, que chegou batendo e mandou para fora.

Nos minutos finais, já com o domínio das ações, o Furacão esboçou uma pressão e ficou muito perto do primeiro gol. Aos 45, Nikão cobrou escanteio pela esquerda e encontrou Renato Kayzer, que testou firme para grande defesa de Fernando Miguel. Terans dá vitória ao Furacão Na volta do intervalo, o duelo de rubro-negros foi ainda mais animado.

Logo no primeiro minuto, após boa trama do Athletico pelo lado direito, Marcinho cruzou no capricho e Terans subiu para cabecear no cantinho, sem chances para Fernando Miguel: 1 a 0.

Embalado pelo gol marcado, o Furacão manteve a intensidade e acumulou chances para marcar o segundo. Na melhor delas, Renato Kayzer recebeu com espaço na área, mas não foi feliz na finalização. Mesmo pressionado, o Atlético não se deu por vencido e buscou o ataque.

Aos 14, Zé Roberto ganhou dividida com o zagueiro e, completamente livre de marcação, furou um chute de forma bizarra. Incrível. Na sequência, André Luís abriu espaço na entrada da área e soltou uma bomba, carimbando a trave de Bento. Na base da insistência, o time goiano chegou ao empate.

Aos 26, Arthur Gomes enfiou boa bola para Natanael, que avançou pela esquerda e cruzou na medida para Zé Roberto, que se redimiu do erro bisonho que cometeu e completou para o fundo das redes.

Tudo igual. Apesar do empate do Dragão, o Athletico não mudou de estratégia e foi premiado por isto. Aos 40, após mais uma jogada pelo lado direito, Marcinho tentou o chute para o meio da área, e Terans, dono do jogo, apareceu para desviar e garantir a vitória dos mandantes: 2 a 1.

O Gol 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui