“Tá no governo certo.Encontro de almas”. A declaração é do presidente estadual do PT da Paraíba, Jackson Macêdo, após a repercussão de que o novo diretor da Polícia Federal nomeado pelo presidente Bolsonaro foi reprovado no exame psicotécnico quando prestou concurso para PRF e alegou ilegalidade no processo, mas não chegou a assumir.

O caso, no entanto, aconteceu na década de 1990, segundo a coluna de Lauro Jardim.

Em 2005, ele virou delegado da PF.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui