O município de Soledade se prepara para realizar o II Festival de Cinema da cidade. O evento, marcado para novembro deste ano, terá exibição de filmes produzidos no Nordeste do Brasil, além de shows culturais, oficinas e participação de produtores de todo o país. Já em sua segunda edição, a festividade conta com quase 200 filmes inscritos, se consolidando como uma das principais atividades culturais da região e reforçando o atrativo turístico do Cariri.

As inscrições já foram encerradas. Do total dos inscritos, apenas nove serão exibidos ao público, após uma curadoria realizar a seleção e anunciar os concorrentes em duas categorias.

Uma delas será o ‘Troféu Carcará’ – premiação para filmes criados em solo nordestino. A segunda terá como foco estimular os novos talentos. Será o Troféu Cine-Escola-PB, que vai prestigiar as produções cinematográficas de estudantes da Paraíba. “A ideia do festival é perpetuar a cultura de fazer filmes, implantada pela própria população há anos”, informou o idealizador do projeto, Gabriel Lima.

Nenhuma descrição disponível.

Na categoria Cine-Carcará serão escolhidos o melhor longa-metragem; melhor curta-metragem; melhor atriz; melhor ator; melhor roteiro; melhor fotografia; melhor trilha sonora original e melhor edição. Na categoria B, Cine-Escola-PB, serão premiadas as mesmas divisões, exceto longa-metragem.  Cada ganhador receberá troféus esculpidos por um artesão da região – valorizando a produção artística do local.

Seleção – Apesar de acontecer em novembro, neste mês de outubro já inicia a avaliação dos participantes com o processo de curadoria. Todo o material inscrito no evento tem sido apreciado por uma equipe técnica, que escolherá os melhores filmes para participar da competição.

Dos 200 filmes enviados, seis serão selecionados para o Festival na categoria Carcará (três longas-metragens e três curtas-metragens) e outros três curtas da categoria ‘Cine-Escola-PB’.  Durante o festival, o júri escolherá apenas um vencedor de cada tipo.

Potencialidades – Soledade tem se revelado como terra da sétima arte.  Os atores da cidade dividem o tempo entre as obrigações e a paixão pelas criações. Um dos principais cineastas da região, o pescador e comerciante Ivanildo Gomes já gravou mais de dez curta-metragens, sendo até premiado no Festival Cine Esquema Novo, no Rio Grande do Sul.

O município já foi cenário para gravação de pelo menos 15 filmes, além da produção nacional ‘Onde Nascem os Fortes’ – supersérie gravada pela Rede Globo. Agora, busca o reconhecimento no Estado pelo trabalho que tem sido desenvolvido no Curimataú.  Para isso, o Festival conta com o apoio da Prefeitura Municipal e também do incentivo do Governo do Estado. O idealizador do projeto, Gabriel Lima venceu um edital estadual, do qual receberá R$40 mil para realizar a Mostra.

Nenhuma descrição disponível.

Prefeito da cidade, Geraldo Moura Ramos ressalta que o amor ao cinema faz parte da história de Soledade e aos poucos, a arte vem sendo resgatada através de valorização e incentivo. “Isso não foi algo que surgiu agora; há décadas nosso povo tem se esforçado, mesmo com as limitações, para produzir materiais de qualidade. Como poder público, nosso papel é possibilitar que isso cresça, que seja visto e consagre nossa cidade através do potencial que já existe”, detalhou.

 
Assessoria 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui