O Sevilla dominou o Atlético de Madrid, na Andaluzia, e contou com um gol do lateral Marcos Acuña para vencer por 1 a 0, colocando fogo na disputa pelo título de La Liga.  Os Colchoneros se mantém na liderança, com 66 pontos, mas o Real Madrid vem três pontos atrás e o Barcelona, que joga segunda contra o Valladolid, pode ficar a apenas um ponto (embora o Atleti ainda tenha um jogo atrasado por fazer).

Os andaluzes fecham o G4.  Sevilla demora, mas marca Faltou eficiência ao Sevilla no primeiro tempo. A começar pela primeira grande chance da partida: Ocampos teve pênalti a seu dispor, mas parou em grande defesa de Jan Oblak.  Ao longo da primeira etapa, os andaluzes apresentaram um maior domínio do jogo, mas pecaram na conclusão dos lances.

A pressão foi maior até os 20 minutos, mas ninguém superou Oblak.  O Atlético se limitou a sobreviver no primeiro tempo. Só passou a sair mais para o jogo na segunda parte, e Koke colocou Bono para trabalhar em chute da entrada da área.  Pouco depois disso, porém, os donos da casa conseguiram sair na frente.

Marcos Acuña recebeu cruzamento de Jesus Navas e, de cabeça, conseguiu bater o gigante Oblak.  Hermoso ainda ameaçou o empate em uma bola parada, e Ángel Correa desperdiçou chance nos acréscimos, mas os Colchoneros estiveram longe de merecer outro resultado na Andaluzia. A luta pelo título esquenta ainda mais.

O Gol 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui