O Santos sofreu mais do que o esperado, mas garantiu sua classificação para mais uma fase da Pré-Libertadores. Nesta terça-feira, o Peixe visitou o Deportivo Lara, na Venezuela, e segurou um empate em 1 a 1 para seguir vivo na competição. Com o resultado, o time de Ariel Holan tira proveito da vitória na Vila Belmiro, por 2 a 1, no jogo de ida e carimba sua continuidade no certame.

Agora, o Alvinegro Praiano vai brigar com o vencedor de Universidad de Chile e San Lorenzo por uma vaga na fase de grupos da Liberta. Soteldo aumenta vantagem do Peixe Mesmo jogando fora de casa, foi o Santos quem tomou a iniciativa diante do Deportivo Lara. Com a bola nos pés, o Peixe monopolizou a posse de bola, mas encontrou dificuldade para criar chances claras de gol.

Do outro lado, com uma postura reativa, o time venezuelano foi refém da falta de repertório técnico e da falta de ritmo, já que estava apenas em seu segundo jogo oficial na temporada. Até que aos 38, Soteldo, até então discreto no confronto, resolveu castigar seus conterrâneos.

Após falta sofrida na entrada da área, o baixinho foi para a bola e, com categoria, mandou na gaveta, abrindo o placar no Estádio Olímpico da Universidade Central. Sem ultrapassar a faixa central do campo por quase toda a primeira etapa, o time da casa chegou com perigo uma única vez.

Após cruzamento da esquerda, João Paulo saiu mal e Darwin Gómez quase surpreendeu. Lara assusta, busca o empate, mas Santos avança Na volta do intervalo, o Deportivo Lara tentou mudar o panorama da partida. O time da casa tentou superar suas limitação, e adiantou suas linhas de marcação, criando problemas para a construção do jogo santista.

Valente, o time da casa equilibrou o jogo e chegou ao empate. Aos 16, España recebeu cruzamento na esquerda e cabeceou para o outro lado. Anzola apareceu livre, em jogada ensaiada, e testou para o fundo das redes.  Os venezuelanos começaram a gostar do jogo e foram em busca da virada.

Com isso, o Lara partiu para cima e passou a oferecer espaços para contra-ataque santista, que não aconteceu. Nos minutos finais, o time da casa colocou o coração na ponta da chuteira e, na base do desespero, tentou evitar a eliminação. Não foi possível! Com sofrimento, o Santos segue vivo na Libertadores.

O Gol

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui