A Secretaria de Saúde de Campina Grande, através de uma nota enviada à imprensa nesta quarta-feira (27), esclareceu sobre a troca de corpos de vítimas da Covid-19 ocorrida no necrotério do Hospital Pedro I.

O fato aconteceu no última segunda-feira (25), quando uma família do município de Gado Bravo, que havia perdido um parente do sexo masculino de 54 anos na unidade hospitalar, enterrou o corpo de uma idosa que foi enviado por engano.

Conforme a Secretaria de Saúde, será instaurado um processo administrativo para investigar a falha ocorrida.

Leia a nota na íntegra:

A Secretaria de Saúde de Campina Grande informa que está instaurando um processo administrativo para averiguar as responsabilidades no equívoco ocorrido no dia 25 deste mês, durante o processo de liberação de corpos de pacientes que vieram a óbito no Hospital Municipal Pedro I.

A Secretaria de Saúde esclarece ainda que as famílias fizeram o reconhecimento presencial dos corpos, conforme determina o protocolo do hospital. No entanto, com a apreensão diante de uma possível transmissão da Covid-19, além do momento de luto, infelizmente, contribuiu para equívocos por parte dos familiares durante o processo.

Por fim, a Secretaria de Saúde lamenta profundamente o ocorrido e garante que está dando todo suporte às famílias envolvidas na resolução da situação o mais breve possível, otimizando também os procedimentos relativos à essa etapa de liberação de corpos das vítimas no hospital.

Paraíba Online 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui