Continua depois da publicidade

Fotos: Delmer Rodrigues

A Secretaria de Estado da Educação e da Ciência e Tecnologia (SEECT-PB), por meio do Programa de Inclusão Através da Música e das Artes (Prima), implantou, a partir desta terça-feira (26), um espaço exclusivo para aulas coletivas de piano, localizado no Espaço Cultural José Lins do Rego, em João Pessoa.

Segundo o diretor geral do Programa, Milton Dornellas, a realização das aulas coletivas é resultado de uma parceria com a Fundação Espaço Cultural (Funesc) e o Laboratório de Piano da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), que disponibiliza estagiários para ministrar aulas aos alunos da Rede Estadual de Ensino matriculados no Programa. “O ensino de piano coletivo é uma metodologia nova no Prima, e essa parceria com a Funesc e UFPB potencializa ao aluno o acesso aos demais serviços oferecidos no Espaço Cultural, visto que agora terão um contato mais próximo com as Orquestras Sinfônicas que também realizam seus ensaios aqui”, disse.

Nenhuma descrição disponível.O estudante João Pedro Santiago, da Escola Estadual de Ensino Fundamental Professor Orlando Cavalcanti Gomes, em João Pessoa,  já é aluno do Prima e falou sobre a expectativa para o início das aulas no novo polo. “Agora estamos em um local com uma maior acessibilidade, com uma estrutura melhor e mais aconchegante. Foi com o Prima que aprendi como ser mais atencioso e dedicado, agora desejo ingressar na universidade para cursar licenciatura em música e retornar ao Programa para retribuir o que me foi ensinado”, contou.

Com aulas das 8h às 11h e das 14h às 17h30,  nas terças e quintas-feiras, o polo está ofertando 40 vagas para estudantes da Rede Estadual de Ensino que tenham interesse pelo aprendizado coletivo do piano. Para participar, o estudante deverá preencher um formulário disponível no link:https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSfACdSbjglsqembTL7ae4qs5YjfVLY96Av9MhLHoFrvqVoi-Q/viewform .

Prima –  O programa Prima tem como objetivos fomentar o exercício da cidadania de seus integrantes e promover a inclusão, democratização do acesso à arte, difusão da música em sua diversidade e o desenvolvimento humano, por meio do ensino coletivo de música com formação de orquestras e outros grupos musicais voltados para crianças e adolescentes que são atendidos prioritariamente pela rede pública de ensino ou que estão em situação de vulnerabilidade social.

Nenhuma descrição disponível.SecomPB

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui