São Paulo sucumbe diante do River Plate e é eliminado da Libertadores

O São Paulo está eliminado da Copa Libertadores. Na noite desta quarta-feira, o Tricolor foi até Avellaneda para encarar o River Plate e, após mais uma partida para se esquecer, perdeu pelo placar de 2 a 1 e deu adeus à competição continental. Com o resultado, a equipe comandada por Fernando Diniz fica com apenas quatro pontos e agora vai brigar com o Binacional pela vaga na Sul-Americana.

Do outro lado, o time argentino soma dez pontos e garante vaga nas oitavas da Liberta. Domínio argentino A superioridade individual e coletiva do River Plate se fez presente desde o apito inicial em Avellaneda. O time argentino, na maior parte do tempo, trocou passes rápidos, acionou todos os seus jogadores de ataque e envolveu facilmente a defesa do São Paulo.

Antes dos dez minutos, o placar já apontava 1 a 0 para os millonarios. De La Cruz recebeu pelo meio e achou Julián Álvarez com um lindo passe. O atacante dominou e chutou na saída de Volpi. É importante ressaltar que o Tricolor teve coragem e disposição para reagir e tentou jogar de igual para igual. Aos 25, os comandados de Fernando Diniz conseguiram um gol na bola parada, com Diego Costa, após escanteio cobrado por Reinaldo.

No entanto, no melhor momento são-paulino na primeira etapa, a fragilidade defensiva apareceu mais uma vez. Em jogada individual, Suárez passou com facilidade por Diego e rolou para Julián Álvarez marcar o seu segundo gol na partida, o segundo do River: 2 a 1. River administra e vence Na volta do intervalo, o River Plate continuou sendo o mais perigoso do duelo.

Aos cinco, Suárez abriu para Borré, que tentou o passe na área, e um leve desvio quase levou a bola para dentro do gol. Responsável pelas principais oportunidades do time da casa na partida, Álvarez quase anotou um hat-trick. Aos 20, o camisa 9 dominou, chutou colocado e quase fez mais um belo gol. A bola passou muito perto da meta de Volpi e saiu pela linha de fundo.

Com o passar do tempo, o São Paulo voltou a aumentar a carga na busca pelo empate. Quase sempre pelo lado esquerdo, com as descidas de Reinaldo, o Tricolor foi ganhando campo.

Nos minutos finais, o time brasileiro ainda tentou um último suspiro e criou chances com Léo Pelé, de cabeça, e Tréllez, que desperdiçou chance incrível. E foi só. Fim da linha para o São Paulo na Libertadores.

O Gol 

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *