Depois de três anos, o Liverpool vai reencontrar o Real Madrid na Liga dos Campeões. O último duelo, na decisão de 2018, ficou marcado pela derrota e também pela lesão de Mohamed Salah em lance polêmico com o zagueiro Sergio Ramos. Em entrevista ao diário espanhol Marca, o egípcio falou sobre diversos temas, entre eles o brasileiro Vinícius Júnior, e evitou classificar o duelo, agora pelas quartas de final, como uma revanche.

“Digamos que eu tenho uma vontade especial de ganhar a partida e classificarmos para as semifinais. O que vai acontecer agora não vai mudar o resultado da final de Kiev. Aquilo já foi. Agora é diferente.

Eles perderam alguns grandes jogadores, como Cristiano, o melhor da história do Real, alguém que marcava muitos gols. Ao mesmo tempo contrataram Hazard, que não tem tido sorte com as lesões.

É diferente, mas eles possuem grandes jogadores mesmo que tenham perdido os gols de Ronaldo”, declarou o atacante do Liverpool. Salah também foi perguntado sobre Vinícius Júnior, muitas vezes criticado pela dificuldade em marcar gols. Até aqui, o brasileiro soma 104 partidas e apenas 13 gols marcados pelo Real Madrid.

Para Salah, com trabalho o brasileiro vai despontar também nesse quesito. O egípcio diz que a passagem pela Roma, quando trabalhou com o técnico Luciano Spaletti, foi fundamental no seu crescimento. “Não creio que devam se preocupar com o Vinícius. Eu não nasci com o instinto goleador, tive que trabalhar muito forte. Quando atuava no Basel não marcava muitos gols.

Fui ao Chelsea, Fiorentina, Roma. Ali trabalhei muito com o mister Spaletti, quase todos os dias depois dos treinos. Só fazíamos finalização, finalização, finalização. Também construí um campo no jardim de casa para treinar. Vini Júnior só precisa seguir trabalhando.

Tendo as oportunidades que tem, só necessita treinar muito e isso chegará naturalmente”, explicou o artilheiro do Liverpool. Com 25 gols em 40 jogos na temporada, Salah vai em busca do seu primeiro gol contra o Real Madrid na próxima semana.

Até aqui, o atacante atuou três vezes contra os merengues e passou em branco. Além da já citada final de 2018, onde atuou apenas por 30 minutos e foi substituído por conta da lesão no ombro, Salah defendeu a Roma diante do Real nos dois jogos de oitavas de final da Champions em 2016.

O Gol 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui