Foi um jogaço em Anfield, com direito a gol de placa de Mohamed Salah. Após 90 minutos eletrizantes, Liverpool e Manchester City ficaram no empate em 2 a 2.  O resultado deixa a liderança da Premier League com o Chelsea, que tem 16 pontos. Os Reds vêm abaixo, com 15, seguidos pelos Citizens, com 14. Primeiro tempo do City Só deu Manchester City no primeiro tempo de Anfield.

As figuras criativas que faltavam para Jürgen Klopp de um lado sobravam com Pep Guardiola do outro. Coitado de Alisson.  Os Citizens dominaram a bola, e souberam bem o que fazer com ela. Principalmente quando ela esteve nos pés dos canhotinhos Bernardo Silva e Phil Foden.

Deles surgiram as melhores chances de gol.  O primeiro grande lance surgiu através de uma grande jogada individual de Bernardo, que passou no meio de três defensores, se livrou do quarto e abriu grande bola para Foden, que parou em Alisson.

Em seguida, foi Cancelo, avançando pela esquerda, quem descolou um grande passe para De Bruyne, que finalizou forte, de canhota, assustando mais uma vez o goleiro brasileiro.

Com facilidade para criar lances pela canhota, o City voltou a chegar perto do gol com De Bruyne, que recebeu cruzamento na medida de Foden, mas finalizou para fora. A última chance clara do primeiro tempo foi um oferecimento de Ederson, que mandou um lançamento sensacional para Foden, que saiu na cara de Alisson, mas o goleiro levou a melhor mais uma vez.

Golaço e jogaço! O Liverpool voltou diferente para o segundo tempo. Com maior movimentação do tridente ofensivo e participação dos laterais, conseguiu, enfim, ameaçar. Diogo Jota mandou chute forte logo aos quatro, e Ederson espalmou.

Aos 13 minutos, não teve jeito. Salah recuou para buscar o jogo, recebeu de Fabinho e deixou Cancelo falando sozinho. O egípcio abriu espaço na defesa do City e abriu com Mané. Na cara de Ederson, o senegalês teve tranquilidade para bater no canto e abrir o placar.

Guardiola tentou acordar seu ataque com a entrada de Sterling, mas foram as figuras que já estavam em campo que resolveram. Gabriel Jesus abriu a defesa vermelha com uma jogadaça, e deixou com Foden na área. Dessa vez, o chute cruzado do jovem foi certeiro, sem chance de reação de Alisson.  O segundo tempo foi mais equilibrado, com alternância de domínio.

O desequilíbrio foi Salah. Aos 31, o atacante recebeu no meio de três defensores e, com um drible de futsal, passou por eles, deixando Bernardo Silva no chão. Em seguida, Salah deixou tonto Laporte com outro drible, para enfim finalizar de perna direita, cruzado.

Um senhor golaço em Anfield!  Mais uma vez, a resposta veio na sequência. De Bruyne iniciou a jogada com belo lançamento para Foden, e depois avançou até a área para receber de volta. O belga finalizou de canhota e ainda contou com desvio de Matip para superar Alisson: 2 a 2.

O final da partida foi eletrizante. Fabinho teve uma chance de ouro para dar a vitória aos Reds, com Ederson já batido, mas Rodri, de carrinho, fez uma defesa com os pés. Do outro lado quem fez de goleiro foi Robertson, que bloqueou chute de Jesus. E o empate permaneceu, após 90 minutos de muito alto nível.

O Gol 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui