Derrotar Jair Bolsonaro pode fazer com o que parecia praticamente impossível aconteça. PT e PSDB podem abrir conversações por um objetivo comum.

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), em entrevista para O Estado de S. Paulo, declarou que “se depender de mim, vamos trabalhar para isso. Sou a favor de que a gente coloque o Brasil acima das nossas divergências políticas secundárias”

Fernando Henrique Cardoso (PSDB), também no Estadão, disse que “da minha parte estou aberto a conversar. É necessário. Na minha concepção, é preciso definir quem é o inimigo principal. Se é o Bolsonaro, como a gente ganha dele?”.

Lideranças de ambos os partidos admitem, inclusive, que possa ocorrer uma reunião entre Lula e FHC, sem data por enquanto.

Na avaliação de Rui Costa, a próxima eleição presidencial assume características especiais que justificam o diálogo com o PSDB.

Salvação nacional

“Estamos tratando de um projeto de salvação nacional. A lógica da disputa da eleição no Brasil será semelhante à dos Estados Unidos. É a democracia contra a barbárie e o ódio. A sociedade do bem vai prevalecer contra a lógica miliciana de condução do país”, destaca.

Fórum

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui