O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, PSD, que encerra seu mandato à frente da gestão municipal nesta quinta-feira (31), após oito anos de administração, se coloca como um perfil único e credenciado para postular o governo do estado em 2022, sobretudo pela atuação que adotou durante a pandemia, se colocando à frente do problemas e até mesmo em risco de contrair a covid-19 para ajudar a salvar vidas.

“Nós estamos saindo hoje consagrados da prefeitura municipal de Campina Grande. Não adianta pensar em ser político copiando o que os outros foram. A gente tem que ser a gente mesmo e eu acho que tenho um perfil muito meu que pode, modéstia parte, servir a Paraíba”. ressaltou.

Romero disse, inclusive, que tem conversado constantemente com o ex-senador Cássio Cunha Lima (PSDB), não apenas sobre política, mas também sobre diversos outros temas, mantendo uma relação serena e de confiança. De acordo com o gestor, se houver um nome mais viável que o dele para a disputa estadual, seja de Cássio, seja de Pedro, ele não fará objeção para abraçar a causa.

“Eu converso com Cássio Cunha Lima constantemente, a relação é a melhor possível, não vai haver problemas. Nossa relação é franca, sincera. Nós sabemos o rumo em relação ao processo eleitoral de 2022. Se tiver alguém da oposição que tenha de forma consistente e concreta mais viabilidade de que minha candidatura, está aqui alguém que vai abraçar a causa e apoiar. Mas hoje, sinceramente, as coisas estão sendo construídas muito bem” emendou.

A avaliação do mandato na prefeitura, conforme Romero, também ajuda na construção desse processo de 2022.

“A população paraibana passou a me conhecer mais neste período de pandemia. Nós fizemos muito por essa cidade de pedra, cimento e cal, mas tem também muita sensibilidade para cuidar das pessoas”, finalizou.

Blog do Ninja 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui