Zlatan Ibrahimovic marcou duas vezes, e o Milan ficou na frente do placar em três ocasiões ao longo de 90 minutos. Mas a Roma, valente em San Siro, achou sempre a resposta e acabou arrancando um empate em 3 a 3 em um jogaço em Milão.  O resultado acaba com os 100% de aproveitamento do Rossonero, que ainda assim se mantém na liderança da Serie A, com 13 pontos.

Com oito, os Giallorossi ultrapassam a Lazio e sobem ao nono lugar na tabela.  Emoção desde o primeiro minuto O Milan abriu o placar da partida logo na primeira jogada. Rafael Leão fez jogada da canhota para o meio e mandou na medida para Zlatan Ibrahimovic, que precisou de um toque para tirar do goleiro e mandar para o fundo da rede.

A Roma não se abateu com o gol cedo e foi em busca do empate, que não demorou muito. Tatarusanu falhou ao sair em escanteio aos 14 minutos e Dzeko teve o gol aberto para desviar de cabeça. O 1 a 1 traduzia melhor o que produziam as equipes.  O Rossonero tentou recuperar a vantagem com pressão perto dos 30 minutos.

Theo Hernandez mandou arremate perto da trave, Romagnoli parou em defesaça de Mirante e Kjaer acertou o poste. Do outro lado, Tatarusanu fez duas boas defesas em tentativas de Ibañez e Pellegrini.  Dois gols foi muito pouco para o belo primeiro tempo no San Siro. O time da casa teve ligeira superioridade nos minutos finais e voltou a ficar perto de marcar com Çalhanoglu, que cobrou falta com muita categoria, mas parou em Mirante.

Roma responde sempre O Milan retomou a dianteira da partida no início do segundo tempo depois de uma belíssima jogada de Rafael Leão. O português fez bom lance na canhota e ajeitou para Saelemaekers finalizar no canto, rasteiro, e balançar a rede.  Os Giallorossi mais uma vez não se afetaram e quase igualaram o marcador mais uma vez poucos minutos depois. Mkhitaryan avançou em velocidade pela canhota e mandou do outro lado para Dzeko, que arrematou por cima da meta.

A pressão dos romanos foi aumentando. Aos 23, Mkhitaryan tentou arremate, Tatarusanu deu rebote e Pedro, na sobra, acabou derrubado na área: pênalti. Veretout cobrou no cantinho e deixou tudo igual novamente.  Os Rossoneri também tiveram um pênalti para responder poucos minutos depois. Çalhanoglu conseguiu a penalidade em dividida com Mancini na área.

Ibra não desperdiçou a cobrança e recolocou o time da casa em vantagem.  Só que era difícil dizer que alguma coisa estava resolvida em San Siro… Aos 39 minutos, Marash Kumbulla apareceu na segunda trave para desviar escanteio e empatar mais uma vez (mais um gol em bola parada).

Se houvesse mais tempo, certamente o jogo seguiria com gol de um lado, resposta do outro, gol de um lado, resposta do outro… Mas infelizmente a partida acabou depois dos quatro minutos de acréscimos e foram “só” seis bolas na rede.

O Gol

Compartilhar:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui