Caiu o último invicto do Campeonato Brasileiro. Na tarde deste domingo, o Red Bull Bragantino visitou o Fortaleza na Arena Castelão e perdeu. Letal, o Leão do Pici marcou com Robson no início do primeiro tempo e segurou o triunfo: 1 a 0.

Com o resultado, o time comandado por Juan Vojvoda chega a 27 pontos e assume o terceiro lugar que pertencia ao Massa Bruta, que permanece com 24, agora no quarto posto.

Leão do Pici sai na frente Fortaleza e Red Bull Bragantino protagonizaram um duelo intenso e com boas oportunidades na primeira etapa. O Leão do Pici marcou logo aos 12 minutos em ataque muito veloz. Yago Pikachu, de cabeça, encontrou Robson dentro da área, que não titubeou e abriu o placar.

Logo na sequência, o time comandado por Vojvoda voltou a chegar com perigo em jogada ensaiada. Após cobrança de escanteio para a entrada da área, Pikachu surpreendeu e finalizou firme, carimbando a trave do Massa Bruta.

Do outro lado, o Braga demorou para criar. A melhor chance dos paulistas na primeira etapa surgiu aos 29 minutos, com Praxedes. Após cruzamento de Cuello, a zaga afastou mal e a bola sobrou com o meia, que acertou a trave.

Nos minutos finais, o Tricolor ainda chegou a marcar o segundo, mas o lance foi anulado pelo VAR por impedimento. Com o clima mais tenso, o primeiro tempo terminou mais falado que jogado. Maurício Barbieri, inclusive, acabou expulso por reclamação.

Massa Bruta cria, mas não evita derrota Na volta do intervalo, o Massa Bruta entrou com uma postura mais agressiva. Logo aos quatro, Braga criou a melhor chance do segundo tempo, em cabeçada do zagueiro Fabrício Bruno após cobrança de falta lateral.

A equipe visitante se estabeleceu no ataque e passou a empurrar o Fortaleza no seu próprio campo. Entretanto, apesar do bom volume, o Bragantino não conseguiu traduzir a presença ofensiva em grandes oportunidades e o jogo ficou morno no Castelão.

Até os instantes finais, o Alvinegro seguiu com mais posse, mas continuou com dificuldades para infiltrar na defesa adversária. O Leão do Pici, por sua vez, ainda assustou nos contragolpes, como em finalização do Osvaldo, aos 40 minutos.

No último lance de jogo, já na base do abafa, o Bragantino quase conseguiu deixar o campo com o empate. Aos 49, Aderlan invadiu a área e soltou uma bomba. Bem posicionado, Marcelo Boeck se esticou e operou um milagre para garantir o triunfo tricolor.

O Gol 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui