O ex-governador Ricardo Coutinho, atualmente filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT), teve dois agravos internos rejeitados pelo desembargador Ricardo Vital de Almeida, relator da Operação Calvário no Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB).

Em uma das peças jurídicas, Coutinho questionava a decisão que indeferiu os pedidos para restituição de bens e anulação de mandados de busca e apreensão cumpridos o Sítio Angicos, em Bananeiras, no Brejo da Paraíba.

O petista também não teve acatado o pedido para que os processos contra investigados fosse para o primeiro grau, já que alvos do processo perderam o ‘foro privilegiado’ ao longo da tramitação.

Portal Paraíba 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui