Ricardo Coutinho (Foto: Arquivo Jornal Correio)

O ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, fez críticas ao governo brasileiro na condução da pandemia, defendeu o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, atacou o governador da Paraíba João Azevêdo e a Operação Calvário.

Ele foi entrevistado na rádio Nova Litoral Norte FM, 104,9, do Vale de Mamanguape. A entrevista foi reproduzida no Correio Debate, da Rede Correio Sat, nesta quarta-feira (5).

Pandemia

“Vejo da pior forma possível”, disse Ricardo, criticando o governo do presidente Jair Bolsonaro na pandemia. “[Esse governo] conseguiu deixar o Brasil de joelhos envergonhado perante o mundo”, afirmou.

Calvário

Ricardo chamou a operação de “perseguição”, afirmando que não há provas de que ele é responsável por corrupção, e acusou João Azevêdo de passar informações que seriam mentirosas para o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público da Paraíba (MPPB).

Lula

O ex-governador defendeu o ex-presidente Lula, quem considera “a maior liderança política do país”.

Fora do cenário político, mas sob holofotes da Operação Calvário, Ricardo é investigado pelo MPPB por desvios de R$ 1 bilhão na saúde pública da Paraíba enquanto era gestor e por ter usado a máquina do Estado para operar o esquema de corrupção. Ele nega.

Portal Correio 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui