O vereador Bruno Farias, do Cidadania, negou, durante entrevista nesta segunda-feira (28), a informação de que teria declinado da disputa pelo 2º biênio para presidência da Mesa Diretora da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) e acusou o vereador Mikika Leitão, do MDB, de adotar estratégias arcaicas para tentar desestabilizar seu grupo.
Conforme Farias, qualquer informação que venha a colocar em dúvida o acordo entre os 16 vereadores, bem como a postulação de Dinho ou dele na disputa pela Mesa Diretora é improcedente.

“Qualquer informação, notícia, que tente colocar em dúvida a candidatura de Dinho ou a minha, não é uma notícia procedente, é uma notícia improcedente. Trata-se, na verdade, de uma estratégia já manjada, e até um certo ponto ultrapassada, arcaica, que um dos lados tem de tentar desestabilizar o outro lado. Mas repito. Nosso grupo está sólido, firme, com Dinho candidatíssimo no primeiro biênio, e eu candidatíssimo – no grau superlativo absoluto sintético – para a Mesa Diretora do 2º biênio, com a mercê de Deus e da ajuda dos colegas parlamentares, nós iremos vencer essa disputa”, ressaltou.

O imbróglio aconteceu após o vereador Mikika Leitão afirmar, durante entrevista à rádio CBN João Pessoa, que tanto João Corujinha (PP), quando Bruno Farias (Cidadania) teriam desistido da disputa pelo 2º biênio para acomodá-lo em um acordo com o vereador Dinho, restando apenas decidir quem comandaria o primeiro e quem comandaria o segundo biênio.

PB Agora

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui