A pandemia do novo coronavírus provocou uma crise financeira há muito não vista no futebol mundial, à qual não escaparam nem os mais poderosos clubes, como é o caso do Real Madrid, que parte para a nova temporada sem um único reforço.

Um cenário que, no entanto, deverá mudar drasticamente no verão de 2021, onde a direção liderada por Florentino Pérez estará já a preparar um sério investimento para assegurar três dos jovens jogadores mais cobiçados do planeta.

É o caso de Kylian Mbappé, Eduardo Camavinga e Dayot Upamecano, que serão os jogadores identificados para reforçar o ataque, o meio-campo e a defesa do plantel às ordens de Zinedine Zidane, segundo relata, esta sexta-feira, o jornal espanhol As.

O caso mais premente é o do avançado do Paris Saint-Germain, para o qual os merengues olham como um “pilar estratégico da próxima década”. O internacional francês termina contrato em 2022, pelo que a esperança é de que possa sair a custo reduzido no próximo verão.

dossiê relativo ao médio, que é visto como o substituto ideal para Casemiro, irá requerer alguma urgência, uma vez que PSG e Bayern Munique também o têm referenciado. Quanto ao central, renovou, recentemente, com o Leipzig, mas a redução da cláusula de rescisão dos 60 para os 45 milhões de euros é um sinal de que a saída estará próxima.

Minuto ao Minuto 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui