O United segue sendo um visitante implacável neste Campeonato Inglês. Nesta quinta-feira, o time de Solskjaer foi até o Bramall Lane para encarar o lanterninha Sheffield, e contou com o brilho de Marcus Rashford para vencer de virada: 3 a 2. Com o resultado, os Red Devils chegam a 23 pontos, pulam para a quinta posição e mantêm o espetacular aproveitamento de 100% nos jogos longe de Old Trafford na competição.

São seis jogos e seis vitórias, todas elas de virada. Do outro lado, os Blades seguem amargando a pior campanha da história da Premier League, com apenas um único ponto somado em 13 jogos disputados. Goleiro falha, mas United busca virada Um erro de Henderson, que deixou De Gea no banco, fez o United sair em desvantagem logo aos cinco minutos.

O goleiro tentou sair jogando e acabou travado por Burke, que, mesmo no chão, arrumou para McGoldrick abrir o placar para o Sheffield. Depois do susto inicial, os Red Devils levaram um tempo, mas conseguiram assumir o controle das ações. Com mais volume ofensivo, o time comandado por Ole Gunnar Solkjaer buscou o empate no Bramall Lane.

Aos 26, o zagueiro Lindelof descolou um lançamento primoroso para Rashford, que dominou com maestria e soltou um foguete para o fundo das redes: 1 a 1. Melhor no jogo, o Manchester não demorou para virar a partida. Depois de um passe ‘nojento’ de Paul Pogba, Martial saiu na cara de Ramsdale, que defendeu o primeiro chute do francês, mas não conseguiu evitar o rebote.

Na segunda tentativa, o camisa 9 mandou para dentro. Desnorteado, o lanterninha da Premier League se desorganizou por completo e só não levou o terceiro gol por conta de uma nova defesa de Ramsdale, que se agigantou para defender a finalização de Rashford. Sheffield pressiona, mas não evita derrota Na volta do intervalo, o Manchester United ofereceu campo ao Sheffield, que caiu na cilada e sofreu com os poderosos contragolpes dos Red Devils. Greenwood foi o primeiro a aparecer com chance para arrematar em contra-ataque, mas foi travado.

Na sequência, após linda jogada de Pogba no campo de defesa, não teve jeito. O time visitante foi tocando de pé em pé, em alta velocidade, e e encerrou o lance com passe de Martial e finalização de Rashford, que Ramsdale acabou aceitando. Com a boa vantagem estabelecida, o ritmo do jogo diminuiu.

O time visitante tirou o pé do acelerador e passou a administrar o resultado. Do outro lado, o limitado Sheffield insistiu até o fim e ainda conseguiu diminuir. Após cobrança de escanteio pela direita, McGoldrick dividiu com Lindelof e a bola foi no canto de Henderson, que, mais uma vez ficou pelo caminho: 3 a 2. O gol dos mandantes incendiou o fim de partida no Bramall Lane.

O lanterninha do Inglês foi com tudo para cima, e, por muito pouco, não deixou o campo com um empate. Mousset teve uma chance de ouro, mas parou em grande defesa de Henderson, que se redimiu para garantir o triunfo mancuniano.

O Gol 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui