Já era madrugada quando a diretoria do Internacional confirmou a chegada de um novo “gringo”. Leandro Fernández é o novo reforço colorado para o ataque. Mas quem é o argentino, e como ele pode ajudar a equipe de Eduardo Coudet? Fernández tem 29 anos e fez a careira toda na Argentina, fora uma passagem pelo Tijuana em 2012, quando fez apenas sete partidas na Liga MX, e alguns meses na Guatemala, sendo campeão nacional pelo Comunicaciones.

Formado pelo Defensa y Justicia, o atacante chegou aos grandes da Argentina após uma grande temporada no Godoy Cruz em 2015. Foram 14 gols no Argentino em 27 partidas, média de 0,52 gols/jogo que levou o jogador a vice-artilharia do torneio.  O passo seguinte foi no Independiente, onde conquistou o maior título da carreira: o da Copa Sul-Americana de 2017.

Na campanha, fez quatro gols em sete partidas, embora tenha ficado no banco nas finais.  Fernández ainda jogou no Vélez e, em 2020, voltou para o Independiente, ajudando a equipe a eliminar o Fortaleza na Sul-Americana, com o gol decisivo na partida de ida.  Como joga o novo reforço  Depois de conhecer o histórico do novo reforço colorado, é importante entender como o atacante vai ajudar Eduardo Coudet. Não será apenas com o carisma e com as danças para lá de engraçadas que faz ao comemorar seus gols.

Leandro Fernández foi aprovado por Coudet porque se encaixa perfeitamente no estilo de jogo do técnico: é um atacante rápido, intenso e de movimentação fora da área.  Fernández atuou boa parte da carreira como atacante centralizado, mas muitas vezes foi utilizado também no flanco do campo.

Quando não era escalado inicialmente por lá, naturalmente procurava os lados para fazer a diferença.  É um atacante de bom drible, de velocidade, poder de arranque e desequilíbrio no 1 contra 1. Pode ser uma arma poderosa nos contra-ataques e ataques rápidos do Inter, que contribuem com a maior parte dos gols do time.

Fernández tem um bom poder de finalização. É destro, mas usa bem também a perna canhota, com a qual fez bons gols em sua carreira na Argentina. Mostra bom poder de finalização, também, nas bolas paradas. Já foi o cobrador de pênaltis do Independiente e do Godoy, e seu último gol no Independiente foi um golaço de falta contra o Arsenal de Sarandí, em fevereiro.

Com a bola parada e com a bola rolando, Leandro Fernández é mais uma opção buscada pelos colorados no perfil trabalhado por Eduardo Coudet. Sem Guerrero, o Inter buscou não só a presença de área de Abel Hernández, mas também a mobilidade de Leandro para encorpar o elenco.

O Gol 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui