Especulado em Palmeiras e São Paulo, o atacante colombiano Rafael Santos Borré tem o nome em alta no mercado brasileiro. Mas afinal, quem é o atacante tão desejado por aqui? Colombiano de Barranquilla, mas criado em Valledupar, Borré nasceu no dia 15 de setembro de 1995.

Foi batizado Rafael Santos em homenagem ao filho do famoso cantor colombiano Diomedes Díaz.  Borré começou a chutar a bola nas ruas de Valledupar. Tinha como ídolo Óscar Córdoba e queria ser goleiro. Começou a jogar, na verdade, como zagueiro, foi adiantado a meia até que virou atacante.

Foi descoberto aos 14 anos em um torneio local em Valledupar por Agustín Garizábalo, famoso olheiro colombiano que o indicou ao Deportivo Cali. Em reencontro promovido por um canal local anos mais tarde, Agustín revelou que percebeu, em poucos minutos, a qualidade de Borré.

“Era franzino, com a cabeça grande, mas me chamou a atenção porque se movimentava muito, tinha muita mobilidade. Me lembrava o Armando carrillo (ex-atacante do Deportivo Cali) e Fredy Montero (também ex-Deportivo Cali que agora está na MLS)”, contou.  Pelo faro goleador, era conhecido como “Garantía Borré”. Era a garantia de gols do Deportivo Cali.

Estreou com 18 anos no Deportivo em 3 de novembro de 2013, contra o Independiente Medellín. Marcou o primeiro gol no ano seguinte, e em 2015 fez uma temporada com 16  tentos em 31 jogos.  Chamado para as seleções de base da Colômbia, disputou Sul-Americano e Mundial sub-20 em 2015.

Chamou a atenção do Atlético de Madrid, para onde foi em 2016. Nunca chegou a estrear pelos Colchoneros. Foi emprestado ao Villarreal em 2016 mesmo, mas não se firmou na Europa e marcou apenas quatro gols em 30 jogos.

Contratou Jaime Pabón como treinador pessoal. Pabón ajudou a moldar craques como Mohamed Salah, Jackson Martínez e Juan Cuadrado. Teve importante papel, também, no crescimento de Borré, que se mudou para Buenos Aires em 2017.

Reforço do River Plate, só se firmou no time em 2018, e começou, então, a ser decisivo para Marcelo Gallardo. Campeão da América, soma 49 gols em 132 jogos pelos Millionaros.

Em 6 de setembro de 2019, estreou pela seleção principal da Colômbia, justamente em um jogo contra o Brasil (empate em 2 a 2). Aos 25 anos, Borré é desejo do mercado brasileiro, cobiçado por uma carreira de sucesso.

O Gol 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui