Jogado ao limbo político em definitivo após a divulgação do áudio em que diz que escalaria “um que a gente mate antes de fazer a delação” para pegar propina junto à JBS, o deputado federal Aécio Neves (PSDB) foi resgatado e levado aos assuntos mais comentados no Twitter na manhã desta segunda-feira (25), após o PSDB publicar nas redes que quem chama o “Impeachment de Dilma de Golpe ataca a Democracia”.

“Quem chama o Impeachment de Dilma de Golpe ataca a Democracia no Brasil, o Congresso e o STF. É um discurso extremista”, diz o tuite na conta oficial do PSDB, que provocou reações dos internautas.

“Ataca a democracia quem não aceita o resultado de uma eleição legítima ou apoia processo de impeachment sem crime de responsabilidade. Vocês ajudaram a pavimentar o caminho para a desgraça pela qual passamos hoje”, comentou o jurista e filósofo Silvio Almeida, lembrando o papel central do PSDB que, após a derrota de Aécio Neves, entrou com contestação junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre o resultado das eleições de 2014, que deram vitória à então presidenta Dilma Rousseff (PT).

O tuite, publicado na noite deste domingo (24), fez com que os internautas lembrassem do ex-senador e ex-governador de Minas. “Tem que ser um que a gente mata antes dele fazer delação”, Aécio Neves (PSDB), escreveu Toni Bulhões.

“E o Aécio Neves, hein? Que não aceitou o resultado das URNAS e abriu as portas pro GOLPE paralisando os trabalhos legislativos até quebrar o país. Ele vai bem? Continua no partido de vcs, por acaso né?”, indagou Livia Martins.

“E o que o Aécio Neves fez quando perdeu as eleições de 2014, foi o quê? Vocês do PSDB, junto com a figura do Aécio Neves, são os responsáveis e criadores desse monstro que está na presidência do Brasil destruindo tudo. A história, não os esquecerá”, escreveu Edson Ferreira.

Leia mais repercussões

Revista Fórum 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui