Desde o fim da tarde desta segunda-feira, 13, centenas de motociclistas estão promovendo um protesto contra a violência no trânsito e especificamente em repúdio ao assassinato do entregador de delivery Kelton Marques de Souza, atingido por um motorista que trafegava a 163 km/h no cruzamento da avenida Flávio Ribeiro Coutinho com Miriam Barreto.

Ao longo do Retão, os motociclistas foram bloqueando vários trechos e causando prejuízos ao trânsito, fato reclamado por representantes da Semob “Transformaram a avenida num caos. É vergonhosa a atitude de uma categoria que queria chamar a atenção e trouxe negatividade para o protesto feito com baderna. Alguém poderia se acidentar e ser mais um número da violência no trânsito”, criticou Sanderson Cesário, diretor de operações da Semob-JP.

Um carro de som foi colocado no local onde o crime aconteceu e lá vários representantes dos motociclistas fazem discurso cobrando justiça e a punição do responsável pela morte do trabalhador. O empresário Ruan Ferreira de Oliveira apontado como o motorista que causou a batida avançando o sinal vermelho em altíssima velocidade teve a prisão preventiva decretada pelo juiz Wolgrand Cunha Ramos, mas está foragido.

Até as 19h30, o protesto prosseguia, fazendo com que toda extensão da Avenida Tancredo Neves tivesse fluxo intenso e lento, sentido praia.

ParlamentoPB

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui