Professores da UFCG entram na Justiça contra aulas remotas na instituição

Em entrevista concedida à rádio Cariri FM, na manhã desta quinta-feira, 6, o presidente da Associação dos Docentes da Universidade Federal de Campina Grande (Adufcg), José Irelânio, mencionou que a frente está movendo uma Ação Civil Pública pedindo a suspensão das aulas remotas na instituição.

Na justificativa, o professor explicou que a modalidade de ensino remoto na verdade fere vários direitos dos estudantes e também da categoria.

– Demos entrada nessa Ação na última sexta-feira, 31. Nós entendemos que essa minuta é inconstitucional por não assegurar a todos os estudantes o direito de acesso às atividades remotas – afirmou.

Ainda de acordo com Irelânio, a universidade não dispõe da estrutura necessária para aplicar de forma efetiva as atividades remotas.

– A UFCG não conta com os equipamentos necessários para implantar um modelo de ensino a distância, além de desrespeitar a legislação desse modelo de educação – finalizou.

ParaíbaOnline 

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *