A procuradora jurídica da prefeitura de Santa Rita-PB, Luciana Miranda utilizou-se das redes sociais neste sábado parta esclarecer à população de Santa Rita que o decreto que fechou o comércio da cidade em cerca de 70% é de responsabilidade do governo do estado e que a prefeitura de Santa Rita atende as normas e regras da Organização Mundial de Saúde no combate ao enfrentamento ao Coronavírus que gerou a Pandemia Mundial e que todos os servidores da secretária de saúde de Santa Rita estão infundidos na secretaria no enfrentamento deste vírus e a vontade do prefeito de Santa Rita Emerson Panta era ver o comércio pujante e aquecido como outrora sem causar prejuízo a economia local além da industrial do município ativa que sempre foi aquecida e que dentre de poucos dias retornaremos ao funcionamento regular, afirmou a procuradora Luciana Miranda.

“Nós que fazemos a gestão Panta de Santa Rita estamos acompanhando de perto todo processo da Pandemia e que fechou o comércio tanto em nível municipal como tanto estadual e nível de Brasil, temos o único objetivo de disseminar a proliferação do vírus que assola o mundo e que o Brasil já sofre com sua economia paralisada com mortes e o assombro do contágio, que tem gerado expectativa e o medo da morte de um inimigo que ninguém ver e não conhece, portanto, a procuradora de Santa Rita esclarece que se dependesse do prefeito Emerson Panta o comércio estaria funcionando e gerando economia para o município, mas como médico e prefeito, Emerson Panta tem a responsabilidade de cuidar de ambas coisas; cumprir decreto estadual fechando o comércio local e cuidar da saúde dos santarritenses que é primordial preservando vidas que sempre foi seu objetivo de sua profissão”, declarou  luciana Miranda.

A procuradora lucana Miranda disse ainda que o comércio está fechado por força de Decreto Estadual e com o surgimento de 6 novos casos de Coronavírus em Santa Rita, o isolamento social continua sendo a medida mas eficaz para combater a disseminação do vírus, Luciana Miranda explicou também para a população que a paralisação do comércio local não é uma decisão da prefeitura e sim,, seguindo uma determinação mundial da saúde e do Ministério da saúde, a procuradora revelou ainda que de fato a vontade do prefeito Panta é que os alunos estivessem nas salas de aulas e os servidores estivessem produzindo para gerir à máquina pública, que mesmos em tempos de crise nunca paralisou como esta acontecendo hoje à máquina paralisada funcionando com serviços essenciais para  preservar vidas, disse a procurado Luciana Miranda à reportagem do portal Paraíba urgente.

Veja o vídeo que a procuradora de santa explica a população de Santa Rita que o Decreto que paralisou a economia de santa Rita não é de responsabilidade do prefeito Panta e sim do governo do estado

Lamartine do Vale, do Paraíba Urgente 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui