O secretário de Saúde de João Pessoa, Fábio Rocha, disse hoje que se for preciso a Prefeitura fechará os acessos as praias da capital paraibana para tentar conter o novo avanço do coronavírus na cidade.

“Se for preciso, sim. É uma medida extrema, mas que se os números não diminuírem e a população não contribuir, não teremos outra solução “, declarou ao ParlamentoPB.

A contenção do avanço da Covid, destacou Fábio Rocha, “requer compromisso tanto da Prefeitura quanto da população”.

“Temos feitos campanhas pelo uso da máscara, distanciamento social, fiscalizados bares, restaurantes”, continuou.

O possível fechamento das praias, segundo ele, está sendo discutida. “Estamos analisando os números, para ver quais medidas podemos tomar”, disse.

O avanço da doença e ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) nos hospitais públicos e privados do estado tem preocupado o Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB).

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES), a Paraíba tem registrado uma média de 1 internação por Covid-19 a cada 36 minutos. Nas últimas 24 horas, 40 pessoas precisaram ser internadas em hospitais públicos por complicações da doença. Nesta terça-feira (16), todos os 15 leitos de UTI Covid do Hospital Clementino Fraga, em João Pessoa, estavam ocupados.

No Hospital da Unimed, a maior unidade particular referência Covid em João Pessoa, a situação também é preocupante. Apesar de ter havido um aumento no número de leitos Covid, há 40 pacientes internados na UTI, sendo 35 intubados. A taxa de ocupação de pacientes Covid no hospital já é superior à média registrada em maio do ano passado, período de pico da pandemia no estado.

ParlamentoPB

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui