Prefeito interino de Bayeux poderá ter impedimento legal e ficar fora da eleição indireta pelo parlamento

O prefeito interino de Bayeux, Jefferson Kita, pode ser impedido de disputar a eleição indireta da cidade. Se os vereadores decidirem seguir a legislação eleitoral, com o prazo para as filiações partidárias, Kita que migrou de partido na janela eleitoral não terá tempo de filiação suficiente para participar do pleito.

Não há uma definição sobre o tema na Câmara, ainda. Esta será uma decisão que os vereadores terão que adotar inicialmente, estabelecendo as regras para participar da eleição. Caso os parlamentares optem estabelecer prazo diferente de Lei Eleitoral, que estabelece seis meses de filiação, podem viabilizar a participação de Kita na disputa.

O procurador da Câmara, Delosmar Mendonça Neto, disse, ao Política&etc, que ainda não foi estabelecido os detalhes do pleito.

Política&etc

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *