Pixabay
Subida recente nos preços do petróleo fez com que governos buscassem soluções para o problema

Os preços do petróleo sofreram fortes baixas na manhã desta quarta, 22, após a divulgação de que o presidente dos Estados UnidosJoe Biden, deve anunciar um plano para reduzir o custo dos combustíveis aos consumidores. Por volta das 11h50 (horário de Brasília), os contratos futuros de petróleo Brent caíam cerca de US$ 5, ou 4,5%, a US$ 109,49 por barril. O petróleo dos EUA (WTI) recuava 4,77%, para US$ 104,42.

Continua depois da publicidade

Biden afirmou que até o próximo fim de semana deve tomar uma decisão sobre suspender o imposto federal de US$ 0,184 (R$ 0,94) por galão (3,47 litros) de gasolina, o que necessitaria de aprovação no Congresso norte-americano, e deve solicitar aos Estados que também reduzam taxas sobre os combustíveis. Outro fator são os temores de que as altas de juros feitas pelos bancos centrais como forma de combate à inflação levem a uma recessão global, o que diminuiria a demanda pela commodity.

O petróleo teve fortes altas nos últimos meses, principalmente após o início da guerra na Ucrânia e a aplicação de sanções econômicas contra a Rússia, um dos maiores produtores do mundo.

Jovem Pan 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui