primeiro-ministro português, Antonio Costa, decidiu suspender voos entre Portugal e Reino Unido, a medida entra em vigor à 0:00 horas deste sábado, 23, e visa diminuir a propagação do novo coronavírus, especialmente por causa da nova variante oriunda do Reino Unido, “em especial nos países que têm relações mais próximas” com o país, como é o “caso de Portugal”.

Além desta decisão, foram tomadas outras medidas hoje, tais como o fechamento das escolas. Estabelecimentos de ensino de todos os níveis de ensino, bem como universidades, creches e ateliês, estarão fechados durante os próximos 15 dias.

A partir das 20h desta sexta-feira, entra também em vigor a proibição de circulação entre municípios. Há, contudo, exceção a quem tenha que se deslocar para exercer o seu direito de voto nas eleições de domingo(24), além dos profissionais que trabalham em cidades diferentes.

Só serão permitidos entre Portugal e Reino Unido os voos de natureza humanitária, como para repatriação de  cidadãos portugueses e britânicos ou reagrupamento familiar.

O primeiro-ministro salientou que foi decidido “manter as fronteiras abertas” entre os diferentes Estados-membros, indicando que se tratou de “uma decisão coletiva” da União Europeia.

Portugal continua a somar números preocupantes de infectados e mortos por Covid-19, tendo batido um novo recorde de óbitos esta quinta-feira com 221 vítimas.

AgoraNotíciasBrasil

Compartilhar:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui