Nesta terça-feira, 17, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu mais uma notícia desagradável para ele, pois, por unanimidade, os ministros da Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) negaram recurso contra a condenação no caso do triplex.

A defesa buscava a nulidade do processo e alegava “incompetência” da 13ª Vara, inépcia da denúncia, suspeição de Sergio Moro, suspeição dos procuradores da força-tarefa da Lava Jato, uso de prova ilícita, cerceamento de defesa, “uso estratégico do processo para obtenção de fins políticos e ilegítimos (lawfare)” e “intenção manifestada por agentes públicos de ‘ficar ricos’ com palestras” sobre o caso.

Na realidade, uma nova artimanha protelatória do advogado Cristiano Zanin e mais um revés para a sua vasta coleção de derrotas.
Os ministros Felix Fischer (relator), João Otávio de Noronha, Reynaldo Soares da Fonseca e Ribeiro Dantas votaram contra o petista e Joel Ilan Paciornik se declarou impedido.

AgoraNotíciasBrasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui