Polícia francesa libera reféns detidos por homem armado durante seis horas no Havre


Polícia patrulha à distância agência bancária onde homem armado manteve seis pessoas como reféns durante seis horas.
 AFP – SAMEER AL-DOUMY
Um homem de 34 anos, fichado na polícia francesa por suspeita de radicalização, deteve durante várias horas, nesta quinta-feira (6), seis pessoas como reféns em uma agência bancária na cidade portuária do Havre, na região noroeste do país. Policiais de elite do grupo de operações especiais e sequestros – Raid – foram enviados ao local e iniciaram uma intensa negociação com o agressor.

O homem entrou na agência bancária armado com um revólver por volta de 16h45 pelo horário local, 11h45 em Brasília. Ele disse que apoiava a causa palestina e que desejava denunciar, com o sequestro, as condições de vida nos territórios ocupados. Antes dos policiais do Raid chegarem, ele libertou uma mulher e minutos depois uma segunda refém.

O indivíduo era fichado no cadastro do Serviço Central de Informação Territorial da Polícia Nacional com a ficha “TAJ”, por ter antecedentes judiciais de “sequestro e porte de arma”. Ele também era suspeito de radicalização islâmica, mas era mais conhecido por ser uma pessoa desequilibrada, que sofre de distúrbios psiquiátricos.

O secretário-geral da unidade de polícia da Normandia, Frédéric Desguerre, declarou ao canal BFM TV que os policiais do Raid tinham conseguido instaurar um diálogo com o sequestrador. Aos poucos, conforme as negociações avançavam, ele foi libertando os demais reféns.

Por volta de 22h50, 17h50 em Brasília, o sequestrador liberou a última pessoa que mantinha no interior da agência bancária, localizada no centro do Havre. A polícia informou que nenhuma arma foi utilizada durante a detenção do suspeito.

Texto por:RFI

Noticiário Francês 

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *