Delegacia de de Crimes Contra a Pessoa – (DCCPES) de João Pessoa convocou a imprensa para, na próxima segunda-feira (14), às 11h30, no auditório da DCCPES (Central de Polícia), no bairro do Geisel, falar sobre as investigações do caso que envolve o assassinato do ex-prefeito de Bayeux, Expedito Pereira.

O caso segue sendo investigado por agentes da Civil, que realizam diligências para elucidar o caso. Uma motocicleta chegou a ser apreendido e seria supostamente do autor. Alguns veículos de imprensa chegaram a noticiar nessa sexta (11) que um homem, sobrinho de Expedito, estaria preso e foi apontado como o autor do crime, o que foi rechaçado pela Polícia.

Apuração rigorosa
O governador do Estado, João Azevêdo, determinou na última quarta-feira (9), a imediata apuração do assassinato do ex-prefeito de Bayeux. Ele foi assassinado com disparos de arma de fogo por um homem em uma motocicleta preta, no bairro de Manaíra, em João Pessoa.

Expedito Pereira tinha 72 anos e foi prefeito de Bayeux em três mandatos; em 1992, quando assumiu com a morte do prefeito Lourival Caetano, sendo eleito em 1996 e reeleito em 2000.

Wscom 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui