O Gre-Nal 427 terminou como um reflexo dos últimos cinco clássicos em Porto Alegre: Grêmio superior e sem sofrer gols. Na noite desta quarta-feira, no Beira-Rio, o Tricolor aumentou a escrita e, com gol de Pepê, venceu mais uma sobre seu principal rival: 1 a 0. O duelo também marcou o décimo jogo de invencibilidade gremista no clássico, um dos maiores tabus da história.

Para piorar, o Internacional amarga o insólito jejum de seis jogos sem marcar em um Gre-Nal, a maior seca de gols de um clube na história do confronto. Com o resultado, o time de Renato Portaluppi chega a sete pontos e se iguala ao Inter na liderança do Grupo E da Libertadores, ambos com sete pontos.

Grêmio tem a bola, mas não assusta Mesmo jogando no Beira-Rio, o Grêmio foi o dono das ações na etapa inicial. O time de Renato Portaluppi se instaurou no ataque e trocou passes à espera de espaço. O Internacional, por sua vez, demonstrou muitas dificuldades para sair de seu campo. Com a marcação alta do time gremista, o Colorado se resumiu a chutões da defesa para o ataque, sem nenhum efetividade.

O Tricolor, apesar de conseguir colocar em prática sua estratégia e pouco ser incomodado pelo rival, não foi tão incisivo no último terço. Tanto que a primeira boa chance da primeira etapa surgiu aos 27. Pepê aproveitou erro de Saravia e acionou Alisson, que chutou para fora. A equipe comandada por Eduardo Coudet, nos instantes finais, tentou sair mais para o ataque, mas sequer conseguiu criar um lance mais claro de gol .

O Grêmio ainda teve mais uma chance antes do intervalo, mas Orejuela finalizou para fora. Pepê dá vitória ao Tricolor Na volta do intervalo, o Internacional buscou uma postura mais agressiva e foi o primeiro a chegar com perigo na etapa complementar. Aos dez, Abel Hernández roubou bola de Matheus Henrique e tocou para Boschilia, que cruzou na cabeça de Thiago Galhardo.

O camisa 17 tentou a finalização, mas parou em boa defesa de Vanderlei. O Inter foi gostando da partida e foi ganhando campo. No entanto, justamente no melhor momento colorado na partida, Pepê recebeu de Darlan, limpou a marcação e chutou no canto esquerdo de Lomba, que saltou, mas não alcançou a bola.

O time da casa tentou uma resposta imediata com o uruguaio Abel Hernández, que tentou um voleio e assustou a meta defendida pelo goleiro Vanderlei.

Nos minutos finais, o Inter seguiu insistindo pelo gol de empate, mas pouco criou. Aos 36, D’Alessandro cobrou falta na cabeça de Galhardo, que mandou para fora e foi só. Fim de papo no Gre-Nal, que segue mais tricolor do que nunca.

O Go 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui