A concorrência no ataque do Flamengo pode ser forte, mas Pedro agarrou as oportunidades que teve de forma a ser difícil imaginar o time sem ele. Com Gabriel Barbosa lesionado, o atacante engrenou como titular, embalou com gols e igualou o companheiro na artilharia de 2020. Os dois gols contra o Goiás levaram Pedro aos 16 na temporada.

Os mesmos de Gabigol: a dupla divide a artilharia do Flamengo no ano com certa sobra. O terceiro a aparecer na lista é Bruno Henrique, com 12 gols. De quebra, o atacante chegou aos oito no Brasileiro e entrou de vez na briga pela artilharia, atrás apenas de Thiago Galhardo, com 13, e Marinho, com 10, e ao lado de Keno. O rubro-negro é o único centroavante de ofício no pódio.

Os números de Pedro são ainda mais impressionantes se considerarmos que apenas recentemente o atacante ganhou sequência como titular. O posto foi assumido contra o Barcelona, do Equador, em 22 de setembro. Desde então foram sete partidas disputadas e oito gols marcados – só não marcou na vitória sobre o Vasco por 2 a 1, no último fim de semana.

No ano, Pedro também tem mais gols que jogos como titular. Em apenas 15 partidas o centroavante entrou desde o início. Em média, o goleador precisa de 87 minutos para marcar um gol, o que mostra a sua eficiência no Flamengo de 2020. Ídolo e grande estrela das conquistas de 2019, Gabriel Barbosa dificilmente perderá seu posto de titular quando voltar, o que não significa que Pedro terá de voltar ao banco.

A dupla chegou a iniciar junta contra o Independiente del Valle, na goleada de 4 a 0, pela Copa Libertadores. Justamente nesta oportunidade, Gabigol deixou o campo lesionado.

O Gol 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui