Seis partidos apresentaram nesta quarta-feira (17) ao Conselho de Ética da Câmara dos Deputados uma representação em que pedem a cassação do mandato do deputado bolsonarista Daniel Silveira (PSL-RJ) por quebra de decoro parlamentar. As informações são do G1.

O documento é assinado por PT, PSB, PDT, PCdoB, PSOL e Rede. Suspenso desde o início da pandemia, o Conselho de Ética vai ser reativado para analisar a situação de Daniel Silveira.

O deputado foi preso na terça-feira (16) após determinação do ministro Alexandre de Moraes, referendada por unanimidade nesta quarta pelo plenário do STF, após ter divulgado um vídeo no qual faz apologia ao AI-5, instrumento de repressão da ditadura militar, e ter defendido a destituição de ministros do STF.

Os partidos pedem na representação que o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), faça uma “convocação imediata” do conselho, e dizem que o deputado “extrapola de sua imunidade, rompe criminosamente os deveres de que seu mandato impõe e ofende, também de maneira criminosa, o Supremo Tribunal Federal, os ministros do Supremo Tribunal Federal e a própria democracia brasileira, estimulando a violência e fazendo apologia ao golpe militar”.

Istoé 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui