A divisão da bancada de oposição na Câmara Municipal de Campina Grande fez seu primeiro alvo – Olímpio Oliveira, do PSL, que é o parlamentar mais velho da Casa e acabou sendo preterido pelos colegas nas conversações sobre a eleição da Mesa Diretora da Casa.

Segundo ele, a divisão no diálogo entre os seis vereadores que compõem a bancada de oposição da Casa de Félix Araújo.

– Lamentavelmente, a bancada que foi eleita com votos de oposição de Campina Grande foi fracionada. Nós dialogamos desde o primeiro instante, que nós deveríamos tomar uma decisão colegiada, ninguém se opôs, mas não foi isso que aconteceu. Eu queria discutir sobre a imagem da CMCG, a qualidade do serviço para a cidade – disse.

Por ter o maior número de mandatos consecutivos, fica delegado a Olímpio Oliveira presidir as eleições da Mesa Diretora da Câmara e, consequentemente, a primeira sessão da CMCG em 2021.

O vereador Anderson, por exemplo, disse que o vereador (reeleito) Olímpio Oliveira (PSL) não combinou com os demais membros da futura bancada de oposição o seu pré-lançamento à presidência da Câmara, por isso foi preterido.

“Só informou depois do lançamento”, frisou Anderson

Blog do Ninja 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui