“O que é mais dispendioso para o governo, uma vacina ou um paciente num leito de UTI?” questiona Hervázio ao lamentar aumento de casos de covid-19

O deputado estadual Hervázio Bezerra lamentou o aumento de casos da covid-19 que vem sendo registrado em todo o país e avaliou que parte deste crescimento se dá pelo fato do governo federal não ter dado a devida importância à doença e à crise que ela poderia causar.

Hervázio declarou não querer polemizar, mas que seria impossível não ligar uma coisa à outra.

Ele questionou ainda o fato da demora na aquisição das vacinas e questionou se não é mais dispendioso um paciente de UTI do que doses do imunizante.

“Somos testemunhas da luta dos governadores e prefeitos de todo o País. Longe de mim querer politizar esse tema, mas é inegável que o governo Federal desdenhou da gravidade e consequências dessa seria e terrível doença, claudicou na ação e protocolo para aquisição de vacinas e agora quando ao meu ver a ficha caiu, parte numa luta frenética para fazer o que deveria ter feito há meses. Lamentável. O que é mais dispendioso para o governo, uma vacina ou um paciente num leito de UTI?” ponderou.

O deputado ainda disse que o seu desabafo não serve apenas como crítica, mas como uma forma de contribuir e alertar às autoridades.

“Ao meu ver temos que fazer um longo debate sobre a liberação para que a iniciativa privada possa adquirir e comercializar vacinas, muito embora já haver, visto através de canais de televisão alguns parlamentares se posicionando contrários a essa ação, já vi e li, governadores, inclusive o nosso governador João Azevedo se dispondo a comprar vacina com recursos do tesouro. Conhecemos as dificuldades dos nossos municípios, mas diante da gravidade da situação, julgo importante até o envolvimento dos prefeitos contribuindo financeiramente dentro dos seus limites e condições na aquisição de vacinas. A grande pergunta é: temos o dinheiro mas não temos fornecedores de vacinas? Só poderemos comprar com a liberação do governo Federal? Estou pronto e disposto a fazer esse debate” concluiu.

Blog do Ninja 

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *