Sargento Dênis assume a presidência do PV na Paraíba após a volta de Luciano Cartaxo ao PT.

O sargento Dênis voltou à presidência do PV na Paraíba nesta quinta-feira (16) com a filiação do ex-prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, ao PT. Em contato com o ClickPB, ele reconheceu a contribuição do ex-gestor à legenda, mas afirmou que sua saída não era necessária.

De acordo com Dênis, a decisão de Cartaxo não fez sentido uma vez que o PV deve se fundir com outras agremiações de esquerda à nível nacional, incluindo os petistas, com o objetivo de derrotar o presidente Jair Bolsonaro e eleger o ex-presidente Lula.

“Cartaxo é um grande quadro e tivemos um bom trabalho no Partido Verde dentro da prefeitura. Mas, eu vejo a saída como desnecessária, porque tudo indica que vamos compor uma federação com PT, PSB e PCdoB no Brasil todo e, no final, vai estar todo mundo junto, já que essa federação vai representar uma espécie de um grande partido”, disse.

Questionado sobre as insatisfações dos vereadores do PV em João Pessoa, que afirmaram ao ClickPB que analisam deixar o partido por falta de diálogo, Dênis admitiu que a legenda não vem lidando da melhor forma com seus membros e aceitou as críticas dos vereadores. O presidente, no entanto, garantiu que a sigla vai se reestruturar em uma nova fase aberta ao diálogo.

“Faltou um pouco de diálogo, mas nessa situação não era eu o presidente, era Cartaxo. Na questão municipal, vamos dar toda a liberdade para nossos vereadores. Aqui, ninguém vai sufocar ninguém e vamos estar muito aberto a conversas. Inclusive, publicamente aqui, quero convidá-los para marcar uma data que eles quiserem para resolver essa questão”, concluiu.

ClickPB

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui