Ficou estabelecido o limite de público de 50%, até 1.000 pessoas, nos shows na cidade. Além disso, foi estabelecida a retomada do trabalho presencial nas repartições municipais e suspensas as férias dos servidores da Saúde, até 6 de março. (Foto: Walla Santos/ClickPB/Arquivo)

A Prefeitura Municipal de Cabedelo publicou, nesta quinta-feira (17), um novo decreto com regras diante da pandemia do novo coronavírus. Ficou estabelecido o limite de público de 50%, até 1.000 pessoas, nos shows na cidade. Além disso, foi estabelecida a retomada do trabalho presencial nas repartições municipais e suspensas as férias dos servidores da Saúde, até 6 de março, conforme apurou o ClickPB.

Continua depois da publicidade

O funcionamento de bares, restaurantes, lanchonetes e similares, além de circos, cinemas e teatros, estão autorizados com até 60% da capacidade de público.

Também foi liberado, sem limite de ocupação, o acesso e visitação turística ao Parque Municipal Turístico de Jacaré.

Eventos presencias, sociais ou corporativos, público ou privado (tais como congressos, seminários, encontros científicos, formaturas, casamentos ou assemelhados) só serão permitidos com ocupação máxima de 50% da capacidade total do espaço e respeitando todos os protocolos sanitários expedidos pelas autoridades competentes.

Ainda está em vigor a obrigatoriedade da apresentação do ‘passaporte da vacina’ para ingressar em bares, restaurantes, casas de shows, boates e estabelecimentos semelhantes, teatros, cinemas, eventos sociais, corporativos e esportivos. É considerado esquema vacinal completo aquele com duas doses das vacinas da Pfizer, CoronaVac e AstraZeneca ou a dose única da Janssen. O comprovante deverá ser apresentado juntamente com o documento de identificação com foto.

O uso de máscara em todos os ambientes públicos da cidade, inclusive os espaços abertos, também é obrigatório.

A fiscalização do cumprimento das medidas restritivas, em Cabedelo, ficará a cargo das Secretarias de Saúde, Segurança, Uso e Ocupação do Solo, Semob e Procon.

O decreto tem validade até o dia 6 de março e foi assinado pelo prefeito Vitor Hugo Castelliano.

ClickPB

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui